MOLHADOS

O calor dentro da barraca estava insuportável. Eu olhava para o tecido perfurado da abertura da janela desejando um pouco de brisa, quando Selma tocou-me o braço dizendo: _Beto, vamos para a praia? _Como? _ perguntei curioso. _O calor está demais, vamos tomar um banho de mar! Olhei para ela, ainda incrédulo, porque me chamava … Continue lendo

O SABOR DO CHEF

Eram as primeiras horas do dia dos namorados quando ela recebeu o convite de Arthur. Entender porque, ela nem queria… um convite daqueles, naquela data!? A namorada do cara, então, não ia gostar nada se soubesse. Do outro lado da linha Arthur falava com voz melosa, provocando seus mais fantasiosos desejos. “Hoje vou cozinhar só para você depois … Continue lendo

SERVIÇO DE QUARTO

A farda estava muito curta e justinha… mas era mesma esta a intenção. Mediu-se de cima a baixo diante do espelho e saiu rebolando pelo corredor de serviço. Natália estava hospedada no mesmo Resort que ele – não sabia seu nome ainda – mas sabia de cor quais os músculos que contraíam-se quando ia pela quadra gramada … Continue lendo

BOCA CALIENTE

Certa vez li uma declaração de um cara dizendo que os homens chupam melhor um pau pois sabem os macetes; isso deve se aplicar às mulheres com mulheres também, eu acho. Mas no sexo heterossexual um vai chupar o outro e vice-versa, então é bom agradar, afinal sexo oral é uma das modalidades mais desejadas na hora … Continue lendo

AMASSO

Gente, hoje estou estreando no SEXO VERBAL, um blog feito a quinze mãos, que só fala de sexo, sexo, sexo… quase um sexo grupal, rs. Depois passem lá! …………………………………………………………………………………………………… Desceu do carro e abraçou-a num ímpeto de saudade. Fazia muito tempo… Maíra num flashback reviveu alguns momentos calientes ao receber sua ligação. O abraço foi … Continue lendo

URGENTE

Tom achava que tudo voltara ao normal, que as noites de sexta-feira seriam novamente a tradução deles. Ah, ela também queria, desejava tanto que até doía e pressentia, ou pior, tinha certeza que era mais um adiamento do fim tão anunciado. Mais uma noite, eles juntos, mais sexo, mais tesão, mais dos dois, mais uma amostra da louca … Continue lendo

ACORDANDO

Cortinas entreabertas, bagunça na cama, pernas entrelaçadas, sua mão pesada descendo pelo baixo ventre me arrepia. Sua boca num caminho inverso, sobe entre os seios, pausa sobre os mamilos que instantâneos tornam-se durinhos e salientes. Minha boca ri e geme, o peito arfa enquanto a sua, ávida, segue pelo pescoço, alvo de mordidas que me … Continue lendo

CAMUFLADO

Fervia a festa e o desejo em nós ainda camuflado tentava esgueirar-se e libertar-se do domínio daquele longo silêncio. Um olho curioso não muito longe, fazia de tudo para projetar seu brilho cada vez mais perto. Em mim queria se perder e procurava a mesma curiosidade nos meus que tudo viam e nada denunciavam. O desejo, como … Continue lendo

DECLARAÇÃO

Coisa boa de ouvir: “Adoro o cheiro da tua boca A carne dos teus lábios ( … ) Adoro o que você mastiga Quando me engole” [Paulinho Moska] E você, já ouviu ou disse alguma coisa gostosa hoje?

À BEIRA DA PISCINA

Voulez-vous coucher avec moi ce soir? Era o que seus olhos pareciam dizer quando a encarou em meio à imensidão do deck vazio. A lua quase sumia por trás das folhas dançantes, e ela na escuridão da noite. Festa acabando, outra começando. Bastou um roçar de lábios… as mãos subiram pelo pescoço e agarraram os … Continue lendo

DESCANSO

Huummm, ando tão cansada… …acho que preciso sentar, urgentemente. (foto: DAQUI )

MARGINAL

Geralmente às sextas-feiras prolongavam o encontro além da troca furtiva de olhares. Ele demorava a ir embora, era a senha. Ela demorava-se também. Pedia carona, outra senha. No caminho, tomava a direção, mais uma senha, a da mais pura safadeza que se instalaria bem ali sobre o banco do carro. Vagavam embriagados de tesão, infringindo as leis do bom senso … Continue lendo

IRRESISTÍVEL

Era como andar às cegas num pântano, ou quem sabe, equilibrar-se precariamente numa corda bamba. Incrível como reencontrá-la, encarar aqueles olhos oblíquos, inescrutáveis, admirar aquele sorriso velado, falsamente ingênuo, lhe causava uma desconfortável inquietude. Um frio percorreu sua espinha e ele sentiu medo, ao mesmo tempo, uma insana e diabólica atração o impedia de recuar, … Continue lendo

  • DENUNCIE


  • SEXO E RESPEITO



  • COMPRAS