NATAL

riccardogiordano.jpg

Noite de Natal. Olhava através da janela coberta por uma fina camada de gelo. A calefação não dava conta de tanto frio, seus seios arrepiados apontavam salientes contra o tecido fino da lycra. Mais uma noite naquele quarto, sozinha, antes da viagem no dia seguinte.

Relembra as noites frias de sua infância, os presentes e os sonhos junto à árvore de Natal. “Papai Noel bem que podia trazê-lo até a mim”, divagava. O presente ideal para aquecer uma noite fria como esta. Olhos presos no vazio além da janela, mãos deslizando ansiosas pelo corpo, ela pensa: “Podia ser embrulhado para presente ou simplesmente como ele veio ao mundo, não importa, ia ser bom de qualquer jeito”. Quando aquela falta se fazia sentir desta forma, quase insuportável,  o corpo pagava a pior parte da conta, ficava queimando de desejo… A solução eram as lembranças, tão ardentes que podiam aquecer completamente o quarto gélido daquele mísero hotel. E foi assim, ela o trouxe das lembranças para bem perto … Ali na cama, no aconchego dos cobertores. E ele veio, ousado, guloso, tarado, safado, gostoso… falando aquelas coisas que a deixavam úmida e em brasa ao mesmo tempo. Seus dedos melados passeavam pela vulva e a sensação era como estar em sua boca, pulsante, derretida, arfante. Sentia aquelas mãos ásperas, a barba por fazer, acariciava seus cabelos, chupava seus dedos com luxúria e o puxava para si, vendo sua boca trêmula e seu corpo em frêmitos lhe procurando. Fitava aqueles olhos vidrados e insanos descendo pelo seu corpo como se fossem dedos mágicos que a exploravam sem receios, cheios de luxúria, fartos de tesão. Eram assim, feito pólvora e vulcão a ponto de explodir … E ela transbordava.

De repente o quarto fervia e no seu corpo arrepios que nada lembravam o frio lá fora.

(foto: Riccardo Giordano)

Comments
12 Responses to “NATAL”
  1. Ricardo Rayol disse:

    A cada dia você se supera… belissimo texto querida Urban.

  2. zeze disse:

    Olá
    Muito bom texto, tb gostava de ser Pai Natal todos os dias…
    Lá em casa há Néctar dos Deuses…
    Beijoka

  3. N disse:

    Oi Urban,

    o texto é lindo – esta vez não fiquei tão tarado, hahaha

    bjs

  4. w.Moscolini disse:

    Ela existe!!! Agora eu tenho uma Borboleta…!
    Estou muito feliz! E vc? Sinto falta daquele blog…

  5. w.Moscolini disse:

    Ei… roubei um post tesu… mas coloquei os créditos tá!!!

  6. Viviana disse:

    Eu digo que estar aqui a ouvir estes deliciosos devaneios mexe com tanta coisa dentro da gente! Beijos!

  7. elisabetecunha disse:

    ai, que imaginação fantástica!
    hum!

  8. José Carlos disse:

    Menina sapeca eu fiz um comentário no seu post anterior “RECUERDO”, e olha o convite ainda está de pé ok!
    Dê uma olhadinha lá.

    Beijos……

  9. pequenosdelitos disse:

    Você escreveu vulva de um jeito tão tesudo… Geralmente, prefiro buceta. Mas nesse contexto me deu um tesão danado.

  10. Olá!!
    Passando para deixar um beijo e dizer que seus textos estão cada dia melhores.
    Ótima semana.

  11. w.Moscolini disse:

    O preguicite vem postar!!!!!!

  12. Fugu F. disse:

    Affe! Anda inspirada a amiga! Deu calor aqui …
    beijo você

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • DENUNCIE


  • SEXO E RESPEITO



  • COMPRAS

%d blogueiros gostam disto: